Nas últimas semanas, o país habituou-se a ver o Presidente da República em França, a assistir aos jogos de Portugal no Euro 2016. Até na zona mista se viu Marcelo Rebelo de Sousa a congratular-se pelo desempenho de Portugal. Também o primeiro-ministro marcou presença e hoje não falha, bem como outros políticos portugueses fazem questão de não perder a final e rumaram este domingo para Paris.

É possível ganhar, sendo França considerada favorita, até porque é o país organizador da competição? O presidente da câmara do Porto graceja com a sua própria experiência política, já que não era o favorito e ganhou as eleições. "Tenho muita fezada nas estatísticas negativas", disse à TVI, no aeroporto Francisco Sá Carneiro, antes de partir para Paris, com uma camisola vermelha.

Não foi o único. Também o líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, vestiu uma camisola da mesma cor, mas esta mesmo da Seleção, com o número 10. Leva a mulher e os seus filhos consigo para Paris. Prognósticos? "Acho que vamos ganhar 2-0, mas mesmo que seja meio zero, com penáltis, já chega". Acredita que Portugal tem tudo para ganhar. 

O líder da JSD, Hugo Soares, foi igualmente dar força à Seleção. Viajou a partir do Porto: "Quero muito trazer a taça. Temos feito o que é preciso para chegar a final e hoje, nem que seja meio a zero. Não estou preocupado com as estatísticas". 

Para Hermínio Loureiro, político e dirigente desportivo, a acontecer, esta vitória "terá um sabor muito especial" por ser fora de Portugal e logo com o país organizador da competição.  "Acredito vivamente que vamos fazer história em Paris".

Da área diplomática, o embaixador dos EUA em Portugal, Robert Sherman, ficou famoso com o seu vídeo de apoio à Seleção e vai assistir ao jogo em Paris a convite da Federação, tendo já outro vídeo na manga para a vitória. 

Fora da política, mas também apanhado pela TVI no aeroporto esteve o árbitro Pedro Proença. Recusando comentar as críticas de que tem sido alvo a equipa portuguesa, preferiu realçar que hoje "é um dia absolutamente extraordinário", mostrando-se "extremamente feliz" por assistir à final. 

De Falcon vai o Presidente da República até França, numa viagem paga do seu bolso. Marcelo diz que é "mais papista do que o Papa". Antes, para a TVI, gravou uma mensagem de apoio à Seleção: "Este é o jogo da vossa vida, vamos ganhar!"

O Portugal-França começa às 20:00, há vários voos marcados até às 16:00 cheios de adeptos e carregados de esperança. Esperam-se mais 2.000 portugueses a aterrar na capital francesa só este domingo, para além dos milhares que não arredam pé há semanas em Marcoussis, Lyon, Marselha ou Paris. Têm arranjado formas mais e menos óbvias de apoiar a Seleção portuguesa.