Paula Teixeira da Cruz, a ministra da Justiça fez, esta sexta-feira, uma intervenção na Assembleia da República durante o debate do «estado da nação» e justificou ser ela a falar com Platão: «A Justiça é a saúde do Estado».

A ministra lembrou o «momento de grande exigência que está a ser vivido» e garantiu que o executivo, do qual faz parte, «não vai desistir do muito que está feito».

Paula Teixeira da Cruz referiu ainda as palavras de um sindicalista, que afirmou que o executivo fez a maior reforma dos últimos cem anos na área judicial e manifestou-se disposta a acolher propostas de todos para a reforma da justiça, defendendo que ninguém «pode virar a cara» a esse «pilar da reforma do Estado».

A ministra apelidou mesmo de «revolução» as alterações legislativas promovidas pelo seu ministério, elencando algumas delas.