O líder parlamentar do CDS-PP, Nuno Magalhães, defendeu, esta quarta-feira, que a confiança de que Portugal é alvo serve o objetivo central do Governo de «captação de investimento» que conduza ao crescimento económico e criação de emprego.

«Até aqui o primeiro, segundo e terceiro desafio era cumprir com o programa e recuperar a soberania. Agora, o primeiro, segundo e terceiro dever e objetivo deste governo, deve ser captação de investimento, crescimento económico, e combater a maior fratura social que é o desemprego», afirmou Nuno Magalhães.

O presidente da bancada do CDS-PP falava no parlamento durante o debate do estado da Nação.

Nuno Magalhães referiu-se a anúncios de investimento nas últimas semanas, para concluir que atestam a «confiabilidade que Portugal ganhou para ser atrativo a investimentos externos e internos».

«Crescimento económico só pode existir se houver investimento, investimento só pode existir se houver confiança, e essa confiança resulta na capacidade de sermos fiáveis interna e externamente», sublinhou.

Na resposta, o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, corroborou que a capacidade de Portugal «atrair investimento» resulta, além da «estabilidade da zona euro», de existir «confiança no que é decidido em Portugal».

O chefe de Governo defendeu a importância de esta «confiança se poder vir a manter» e do perigo de «os ressentimentos e as divergências» serem colocados «acima dos interesses do país».

Acompanhe AO MINUTO o debate parlamentar sobre o Estado da nação