troca de parte da dívida dos próximos dois anos para 2017 e 2018