O secretário-geral do PS, António José Seguro, reclama medidas imediatas do Governo para ajudar os agricultores afetados pela seca, defendendo que o problema não se resolve dizendo que há fé de que vai chover.

Para Seguro, «chegou a altura tomar a iniciativa» e as medidas que preconiza são a antecipação de parte das ajudas comunitárias a que o setor tem direito no ano de 2012, informa a agência Lusa.

O facto de não chover «não é responsabilidade do Governo», sublinhou o líder socialista, porém entende que «o problema também não se resolve dizendo que há fé que vai chover nos próximos dias», numa referência a declarações recentes da ministra Assunção Cristas.

António José Seguro falava, em Miranda do Douro, no início do Roteiro do Interior, que o vai levar aos oito distritos este fim-de-semana e no próximo.

«O problema resolve-se com atitudes e medidas políticas e, portanto chegou a altura de o Governo tomar a iniciativa e, neste caso concreto, é muito simples: é conseguir que os agricultores beneficiem da ajuda a que têm direito», frisou.