O comentador da TVI24, Medina Carreira, disse esta segunda-feira que o pior que podia acontecer era Portugal sair do programa de ajustamento como a Irlanda.

«Se nós sairmos à irlandesa durante 4 ou 5 meses isto é um país do forrobodó», disse no programa Olhos nos Olhos.

Portugal está a meses de concluir o resgate da troika e recuperar a soberania, mas ainda não anunciou se vai ter um programa cautelar ou não.

Na TVI24, o antigo ministro das Finanças defendeu que «era mais sensato ir para uma solução intermédia, o programa cautelar». E acrescentou mesmo que «a maior desgraça que nos pode acontecer é sairmos limpamente».

Uma opinião corroborada pelo antigo líder do CDS, Manuel Monteiro, convidado do programa que também «acha um erro que não haja um programa cautelar».

«Se seguirmos a Irlanda vamos dar com a cabeça na parede», finalizou Medina Carreira.