O secretário-geral do PCP afirmou hoje que a maioria governamental PSD/CDS-PP está a «meter pela porta» aquilo que os executivos socialistas liderados por José Sócrates tentaram «meter pela janela», referindo-se a «uma ofensiva contra a Função Pública».

«É preciso não esquecer que a ofensiva contra a Função Pública e os seus trabalhadores já tinha conhecido com o Governo PS de Sócrates as pisadas que agora PSD e CDS desenvolvem. Uns tentaram meter pela janela, pela via dos PEC, aquilo que estes estão a meter pela porta», acusou o líder comunista, no Seixal.

Segundo Jerónimo de Sousa, cuja Coligação Democrática Unitária (CDU) domina o poder local no Seixal há décadas, «PSD e CDS procuram impor mais despedimentos com a lei da requalificação, enquanto aprovam o alargamento do horário de trabalho ou o roubo nos salários e nas pensões».

«Não é por acaso, é todo um puzzle, não podemos separar estas peças legislativas e intenções umas das outras. Quando falam das 40 horas, sabem que estão a aumentar a exploração, a desvalorizar os salários, a cortá-los em 14 por cento, mas simultaneamente, alargando o horário de trabalho, vão querer dizer que há trabalhadores a mais», disse, falando de possíveis despedimentos, como cita a Lusa.