O líder do CDS/PP, Paulo Portas, defendeu domingo à noite que, numa época de falta de recursos, a aposta na solidariedade deve prevalecer sobre a aposta no betão.

Ao intervir num jantar de apresentação dos candidatos de Viseu do CDS/PP às eleições autárquicas, Paulo Portas lembrou que «há gente que não tem teto, não consegue pagar duas refeições e perdeu o emprego».

Nestas circunstâncias, quando «é preciso fazer escolhas entre um euro para o betão e um euro para a solidariedade», deve ser tomada a última opção, defendeu.