O representante da República recebe esta tarde o líder do PSD/Madeira, Miguel Albuquerque, o partido mais votado nas eleições madeirenses, no Palácio de São Lourenço, para convidá-lo a formar o XII Governo Regional, informou hoje o gabinete de Ireneu Barreto.

A nota indica que esta formalidade só poderia acontecer «após a publicação dos resultados das eleições legislativas regionais de 29 de março do corrente ano, no Diário da República (DR)» e cumpridas as audições aos partidos políticos com representação parlamentar na Assembleia Legislativa da Madeira,
A publicação no Jornal Oficial da Região Autónoma da Madeira (JORAM) aconteceu na passada terça-feira e hoje no Diário da República.

O representante da República recebeu na quinta-feira os representantes do PSD, CDS, PS, JPP, CDU e BE.
Hoje estavam agendadas as audiências com os elementos do PTP, partido que informou o gabinete do representante que não iria comparecer, e o PND que esteve no Palácio de São Lourenço, a residência oficial de Ireneu Barreto, mas que também não reuniu com o juiz conselheiro, pelo que foi informado pela PSP que teria de prestar declarações à comunicação social no exterior das instalações.

A audiência com o líder do PSD/Madeira, Miguel Albuquerque, está marcada para as 15:00, no Palácio de São Lourenço.

Segundo informou a delegação do PSD/M, depois de reunir com o juiz conselheiro, a instalação da Assembleia Legislativa da Madeira e a cerimónia de tomada de posse do XII Governo Regional da Madeira estão agendadas para dia 20 de abril.

Fonte do gabinete do representante da República confirmou à agência Lusa a presença de Ireneu Barreto nesta cerimónia, «à semelhança aconteceu em 2011, como forma de manifestar respeito pelos órgãos de governo próprio da Região Autónoma e de credibilizar a vontade expressa pelos madeirenses nas eleições legislativas antecipadas de 29 de março».

Nestas eleições legislativas regionais, o PSD, agora liderado por Miguel Albuquerque, que substituiu Alberto João Jardim, conquistou a sua 11.ª maioria absoluta, obtendo 44,33% dos votos e 24 lugares no parlamento regional.

O CDS-PP foi a segunda força mais votada na região (13,69%) e conseguiu um grupo parlamentar com sete elementos, menos dois que na anterior legislatura.

A coligação Mudança (PS/PTP/MPT/PAN) ficou-se pelos 11,41% e seis deputados, o Juntos Pelo Povo, que se estreou nestas legislativas, elegeu cinco deputados fruto dos 10,34% dos votos, a CDU ficou com dois, o mesmo número do BE que regressa ao parlamento regional com um grupo parlamentar. O PND conseguiu manter o seu lugar no parlamento regional.

O PSD/Madeira reúne hoje à noite a sua comissão política regional para aprovar os nomes escolhidos por Miguel Albuquerque para comporem o XII Governo Regional. Fonte do PSD/M confirmou à Lusa que o novo executivo madeirense terá oito secretarias, mais uma que o atual executivo de Alberto João Jardim, duas das quais tituladas, e o elenco não inclui vice-presidência.