Jerónimo de Sousa saúda a «expressiva votação alcançada pela CDU», que classificou como «fator de confiança e de esperança de que é possível outro rumo». O secretário-geral do PCP sublinha a reconquista da Câmara de Alcácer do Sal e saúda a reconquista de autarquias como a de Évora.

«A CDU reafirma a sua convicção de que cada um dos mais de 3 mil mandatos alcançados constituirão um elemento mais de trabalho, de intervenção e de entrega na defesa dos interesses das populações, na promoção das condições de vida local e na luta por um Portugal mais justo e desenvolvido», disse.

«O avanço da CDU é um importante estímulo na intervenção ativa e confiante para o reforço de posições nas eleições para o Parlamento Europeu de 25 de Maio do próximo ano», acrescentou.

Jerónimo de Sousa considera inevitável uma leitura nacional dos resultados destas eleições: «A expressiva perda de votação do PSD e do CDS é indissociável de uma condenação dos trabalhadores e do povo português da política de ruína e empobrecimento para que estão a arrastar o país».