O Partido Popular Europeu mantém uma pequena vantagem sobre os Socialistas e Democratas, continuando a situação de empate técnico das últimas semanas, segundo as projeções mais recentes para as eleições europeias de 22 a 25 de maio.

Segundo a projeção semanal do Parlamento Europeu (PE) e TNS Opinion divulgada esta quinta-feira, os populares do PPE aumentam ligeiramente a vantagem sobre os socialistas do S&D, com 215 eurodeputados (28,6%) contra 205 (27,3%).

A evolução da intenção de voto nos socialistas tem vindo a descer desde o início do ano, embora sensivelmente. Em meados de janeiro, as projeções colocavam o S&D à frente do PPE, mas a partir do início de fevereiro o PPE igualou o S&D e semanas depois ultrapassou-o, embora sempre com uma pequena diferença não superior a cerca de 1%.

Nesta projeção, que se baseia na média de sondagens realizadas nos Estados-membros na última semana, a Aliança dos Democratas e Liberais pela Europa (ALDE) soma 58 assentos (7,72%), a Esquerda Unitária Europeia (GUE-NGL) 50 (6,66%), os Verdes 45 (5,99%) e os eurocéticos da Europa da Liberdade e da Democracia (ELD) 32 (4,26%).

A tendência de empate entre os dois maiores grupos políticos do PE está também espelhada nas projeções da PollWatch, que apresenta cálculos muito próximos e, na mais recente análise, divulgada na quarta-feira, atribui 213 eurodeputados (28,4%) ao PPE e 208 ao S&D (27,7%)

Os autores do estudo admitem que na próxima semana as diferentes sondagens reflitam o impacto do primeiro debate televisivo entre os quatro candidatos a presidente da Comissão Europeia - Jean-Claude Juncker (PPE), Martin Schulz (S&D), Guy Verhofstadt (ALDE) e Ska Keller (Os Verdes) -, realizado na segunda-feira em Maastricht.

A PollWatch prevê também que o ALDE obtenha 62 assentos (8,3%), a Esquerda Unitária Europeia (GUE-NGL) 51 (6,8%), os Verdes 42 (5,6%) e os eurocéticos da Europa da Liberdade e da Democracia (ELD) 36 (4,8%).

A maior diferença entre as projeções do PE e da PollWatch diz respeito ao «grupo» dos Não Inscritos, que congrega os eurodeputados que não se reveem nos grupos políticos existentes, desde independentes, a partidos da extrema-direita ou da extrema-esquerda.

Na projeção do PE, este grupo deverá eleger 38 eurodeputados (5,06%), enquanto a PollWatch prevê mais do dobro da votação, com a eleição de 97 eurodeputados (12,9%).

Relativamente a Portugal, a PollWatch mantém as previsões anteriores, com a eleição de 10 eurodeputados pelo PS (membro do S&D), oito pela coligação PSD/CDS-PP (membro do PPE), dois pela CDU e um pelo BE (ambos membros da Esquerda Unitária).

As eleições europeias realizam-se entre 22 e 25 de maio para escolher os 751 deputados que constituirão o PE na próxima legislatura. Em Portugal são a 25 de maio.