As urnas para as eleições europeias abriram hoje às 08:00 no continente e na Madeira e funcionam sem interrupção até às 19:00, enquanto nos Açores a votação inicia-se e termina 60 minutos depois, devido à diferença horária.

As eleições europeias AO MINUTO

Quase 9,7 milhões de eleitores (9696 473 eleitores) podem votar hoje na eleição dos 21 deputados que vão representar Portugal no Parlamento Europeu.

Nas eleições para o Parlamento Europeu, que se realizam de cinco em cinco anos, vão ser eleitos 21 eurodeputados portugueses, menos um do que em 2009. Ao todo, concorrem 16 partidos, mais três do que nas eleições de 2009.

Segundo dados da Direção-Geral da Administração Interna (DGAI), podem votar nas eleições europeias 9.451.624 eleitores inscritos no território nacional e 244.849 cidadãos recenseados no estrangeiro, num total de 9.696.473 eleitores.

De acordo com a lei eleitoral, podem votar nestas eleições os cidadãos portugueses recenseados no território nacional, os cidadãos portugueses inscritos no recenseamento eleitoral português mas residentes fora do território nacional, que optem por não votar em outro Estado membro da União Europeia, e cidadãos da União Europeia, não nacionais do Estado português, recenseados em Portugal.

O PSD e o CDS-PP apresentam-se coligados, sob a designação Aliança Portugal. A outra coligação presente nesta eleição é a CDU, que junta tradicionalmente em atos eleitorais o PCP, o PEV e a Intervenção Democrática.

Dois novos partidos vão disputar nestas europeias o seu primeiro ato eleitoral: o MAS, registado em julho de 2013, e o Livre, o mais recente partido político, registado há cerca de dois meses no Tribunal Constitucional.

O PAN, o PDA, o PTP e o PPV, que não concorreram em 2009, apresentaram desta vez candidaturas às eleições europeias.

O PS, BE, POUS, PCTP-MRPP, MPT, PNR, PPM e PND completam a lista de formações políticas concorrentes.

Nas eleições realizadas há cinco anos, o PSD, que agora concorre coligado com o CDS-PP, elegeu oito eurodeputados, enquanto o PS conseguiu conquistar sete lugares no Parlamento Europeu.

O BE foi a terceira força política mais votada, elegendo 3 eurodeputados, e o CDS-PP elegeu dois, tal como a CDU.

A abstenção nas eleições realizadas a 07 de junho de 2009 foi de 63,22%, mesmo assim abaixo do valor recorde registado em 1994, 64,46%.

Nestas eleições, as televisões só poderão divulgar as projeções relativas aos resultados nacionais das europeias a partir das 22:00, hora de encerramento das urnas em Itália, e não logo às 20:00, como habitualmente.

Se os eleitores necessitarem de saber o local onde votar podem obter a informação através do serviço de mensagens por telemóvel (3838), do portal do recenseamento e da linha de informação eleitoral 808206206.

Os concelhos de Braga e Sintra vão testar nas eleições europeias um projeto-piloto que passa pela introdução direta dos resultados provisórios na plataforma informática.

Segundo o Ministério da Administração Interna, as eleições europeias têm um custo aproximado de 8,5 milhões de euros, menos 13 por cento do que as últimas eleições em 2009.