O presidente da Comissão Política Regional do PSD/Madeira, Alberto João Jardim, disse esta sexta-feira ser «vital» ter um deputado madeirense no Parlamento Europeu para defender aquela região autónoma.

«As pessoas não sabem a importância que tem para a vida de todos nós continuarmos com uma presença na União Europeia, porque se estivéssemos à espera da República Portuguesa estávamos tão mal com há 30 e tal anos atrás», declarou Alberto João, no final da reunião da Comissão Política Regional.

Por isso, Alberto João Jardim considerou ser «vital que o Governo tenha no Parlamento Europeu um ponta de lança da Madeira para resolver as suas questões, porque sem a União Europeia [a Madeira] está encostada à parede».

De acordo com a Lusa, Alberto João Jardim disse ainda existir «desinformação», porque «as pessoas não distinguem o PSD nacional do PSD da Madeira».

«Parece que as pessoas não ouviram o que andamos a dizer há dois anos, de que não subscrevemos esta política do PSD nacional porque está errada, nós não somos pela prioridade ao défice, somos pela prioridade às pessoas, ao emprego e à circulação da moeda», sublinhou.

O político, que preside também ao Governo regional, disse ainda que as pessoas esquecem-se que «o PSD da Madeira tem de estar num partido nacional porque a Constituição da República Portuguesa proíbe partidos regionais».

O líder do PSD-Madeira referiu ainda que a campanha eleitoral para as europeias vai enfatizar a necessidade de «uma nova Europa, a das pessoas e não a do capital» e que, por isso, o partido na Região recusou usar os cartazes nacionais.