Alandroal, Alcochete, Almada, Barrancos, Barreiro, Beja, Castro Verde, Constância, Moura e Peniche. A noite eleitoral não foi simpática para a CDU. O próprio Jerónimo de Sousa admitiu-o.

A perda de presidências de câmaras municipais, que pode atingir nove ou dez, é sobretudo uma perda para as populações.”

Os resultados finais apurados são os seguintes:

Alandroal PS 34,85% CDU 28,46%
Alcochete PS 34,41%

CDU 32,12%

Almada PS 31,25% CDU 30,93%
Barrancos

PS 44,62%

CDU 41,18%

Beja

PS 46,25%

CDU 37,61%

Castro Verde

PS 50,86%

CDU 42,40%

Constância

PS 53,16%

CDU 30,46%

Moura 

PS 48,34%

CDU 39,33%

Barreiro 

PS 37.52%

CDU 33.27%

 

Peniche Independentes 31% PSD 28,98% PS 18,73% CDU 15,10%

Uma das maiores surpresas da noite foi o resultado da deputada Inês de Medeiros, do Partido Socialista, em Almada, que conseguiu retirar à Câmara à CDU, que liderava a autarquia desde as primeiras eleições.

Questionado diretamente sobre estes resultados, e sobre se eles vão influenciar a relação com a CDU, o secretário-geral do PS, António Costa, respondeu que "a vitória do PS não é a derrota de nenhum dos seus parceiros parlamentares".

Há, claramente, um derrotado nestas eleições, que é o PSD. Procurar outros derrotados é procurar disfarçar a leitura essencial que há a retirar destas eleições."