O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, afirmou esta sexta-feira que o PS colaborou de forma «próxima» com o Governo na preparação do acordo sobre a aplicação dos fundos europeus para o período 2014-2020, comportamento que elogiou.

«Quero aqui destacar também em particular a forma responsável como o PS se envolveu neste processo, e afirmar publicamente o meu reconhecimento por todas as sugestões que apresentou relativamente ao acordo de parceria que foi possível ontem [quinta-feira] apresentar na Comissão Europeia», declarou Pedro Passos Coelho, na abertura do debate quinzenal, na Assembleia da República.

«Creio que é um sinal de maturidade da nossa sociedade política democrática que o Governo e maior partido da oposição, apesar das divergências que possam ter, tenham podido colaborar de forma tão próxima relativamente a um instrumento que é estratégico para o futuro do país e que visará a forma como todos os investimentos e apoios destinados à economia portuguesa e financiados por fundos europeus se irão desenvolver nos próximos sete anos, muito para além, portanto, do horizonte de vida do atual Governo», acrescentou o chefe do executivo PSD/CDS-PP.