O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, congratulou-se hoje, em Barcelos, com a subida da criação de emprego em Portugal, mas sublinhou que «ainda há muito trabalho a realizar» para baixar os níveis de desemprego.

De acordo com os dados hoje divulgados pelo Eurostat, o emprego em Portugal cresceu 0,5% no 4.º trimestre de 2013, face ao mesmo período de 2012, tendo registado um dos maiores aumentos da União Europeia, 0,7%, em relação ao terceiro trimestre.

«Se devemos mostrar satisfação por o nível de emprego estar aumentar e o do desemprego a diminuir, a verdade é que ainda temos um nível de desemprego que é muito elevado, superior a 15 por cento», referiu Passos Coelho.

Para o primeiro-ministro, Portugal ainda tem «muito trabalho para realizar para dar uma oportunidade quer aos jovens portugueses, quer aos menos jovens que entretanto ficaram desempregados e que não veem ainda uma perspetiva de emprego».

«Ainda temos um trabalho muito intenso para realizar», reiterou.