O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, considerou este domingo, em Sintra, que os eleitores europeus estão «claramente desligados» e que procuram respostas para o crescimento, «vital para suportar a contínua integração europeia».

Mario Draghi falava este domingo no jantar de abertura da conferência ECB Forum on Central Banking que decorre até terça-feira em Sintra, recordando que desde quinta-feira decorreram eleições europeias, um «exercício democrático».

«Os eleitores europeus estão claramente desligados. Querem respostas para o crescimento. O crescimento sustentável e a criação de emprego são vitais para suportar a contínua integração europeia, que é - nunca esqueçamos - a melhor garantia de paz», afirmou.

Já diretora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, que falou depois do presidente do BCE, preferiu, na abertura deste fórum internacional, centrar o seu discurso na estabilidade financeira em vez de no crescimento e na criação de emprego.