O economista Mário Centeno e o ex- secretário de Estado da Cultura Francisco José Viegas são dois dos convidados da última conferência dos "Roteiros do Futuro", organizada pela Presidência da República e que contará também com testemunhos de jovens.

O ‘palco' da conferência internacional, que se realiza sexta-feira e sábado, voltará a ser a Fundação Champalimaud, em Lisboa, e o tema escolhido foi "Portugal e os Jovens - Novos Rumos, Outra Esperança".

"Era o tema que se impunha para esta quarta e última conferência dos ‘Roteiros do Futuro'", explicou fonte da Presidência da República.

Com uma estrutura idêntica às três primeiras conferências do Roteiro - realizadas em 2012, 2013 e 2014 - o ponto de partida para as reflexões dos conferencistas será um estudo aos jovens portugueses encomendado pela Presidência da República e que será apresentado pela investigadora do Instituto de Ciências Sociais, Marina Costa Lobo.

Partindo de uma amostra de mais de 1.400 inquiridos, o estudo, que foi coordenado por Marina Costa Lobo, está dividido em quatro partes: participação política, emprego, lazer e cultura e mobilidade.

Um dos conferencistas do painel dedicado ao emprego será o economista Mário Centeno, diretor-adjunto no departamento de Estudos Económicos do Banco de Portugal e coordenador do cenário macroeconómico recentemente apresentado pelo PS.

"Escolhemos os melhores em cada domínio", disse a fonte de Belém, desvalorizando a ligação de Mário Centeno ao PS, como cita a Lusa.

Gracejando que "Mário Centeno é conhecido da Presidência da República há muito tempo", a fonte insistiu que os participantes foram escolhidos porque são "tecnicamente muito bons" ou têm uma "experiência relevante".

Em 2013, Mário Centeno foi um dos 30 economistas presentes num encontro organizado por Cavaco Silva sobre o pós-troika.

Na parte relacionada com a participação dos jovens na política, a intenção foi fazer uma comparação com os resultados do inquérito encomendado em 2007 pelo Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva.

Depois deste primeiro painel, seguem-se outros dois, um dedicado ao emprego e outro à cidadania.

No painel dedicado ao emprego, além de Mário Centeno participará a inglesa Jacqueline O'Reilly, que coordena um projeto de investigação europeu sobre o desemprego dos jovens.

O "testemunho" deste primeiro painel será dado por Miguel Pina Martins, fundador e diretor executivo da Science4You.

O painel dedicado à cidadania terá como conferencistas Filipe Santos, presidente da comissão diretiva da "Portugal Inovação", e a húngara Anna Horvath, técnica da comissão europeia.

O jovem que deixará o seu testemunho neste painel será Miguel Pavão, fundador e presidente da Organização Não Governamental "Mundo a Sorrir - Médicos Dentistas Solidários".

Para sábado ficaram reservados os painéis sobre mobilidade e cultura.

O investigador irlandês David Cairns, que trabalha neste momento em Portugal, será um dos conferencistas do painel relativo à mobilidade, enquanto o antigo secretário de Estado da Cultura Francisco José Viegas partilhará o painel sobre cultura com o artista plástico angolano Fernando Alvim.

Os "testemunhos" destes dois painéis estarão a cargo do coordenador de programas humanitários Bruno Neto, que acompanha atualmente comunidades na República Democrática do Congo, e do artista plástico Carlos Farinha.

"Desta vez quisemos combinar uma abordagem mais académica e científica com testemunhos de jovens que têm algo a contar sobre as suas experiências ou práticas", adiantou a fonte da Presidência da República.