«Não creio que tenha muito a acrescentar mas não deixarei de responder aos senhores deputados, evidentemente», respondeu Passos Coelho aos jornalistas, em Santa Maria da Feira.


«Temo que a minha capacidade para poder acrescentar alguma informação relevante seja muito limitada porque no essencial é conhecida a posição do Governo português. Ela tem sido aliás expressa pela ministra de Estado e das Finanças e nas oportunidades que tive, a pedido do doutor Ricardo Salgado, de o ouvir quando ele o solicitou, foi transmitida uma posição que não é diferente daquela que a ministra das Finanças transmitiu e que é conhecida do resto do país», enfatizou.