Os líderes da União Europeia (UE) debatem, na terça-feira, o processo de sucessão de Durão Barroso na presidência da Comissão Europeia, mas ainda sem decidir sobre nomes, segundo o presidente do Conselho Europeu, Van Rompuy.

«Iremos falar sobre o processo que conduzirá à proposta, pelo Conselho Europeu, de um candidato para a futura presidência da Comissão para ser eleito pelo Parlamento Europeu (PE)», escreveu Herman Van Rompuy, na carta convite para a cimeira informal enviada às capitais dos 28.

No convite, o presidente do Conselho sublinhou que «será ainda muito cedo para decidir sobre nomes» para o cargo de presidente da Comissão Europeia ¿ ocupado por José Manuel Durão Barroso até final de outubro.

O presidente do Conselho considerou ainda «importante refletir sobre os desafios que se apresentam à União, sobre as prioridades para os próximos anos e o melhor modo de as realizar».

O jantar dos líderes europeus está marcado para dois dias depois de os europeus concluírem as suas idas às urnas, sendo que o resultado das eleições passou a influenciar, ao abrigo do Tratado de Lisboa, a escolha do chefe do executivo comunitário, com os partidos políticos europeus (que agregam os partidos nacionais) a apresentarem candidatos aos cargos.

Na agenda do encontro, segundo o convite, estão ainda as eleições presidenciais na Ucrânia, marcadas para dia 25, e a cimeira do G7, marcada para 4 e 5 de junho em Bruxelas, na sequência do boicote por causa da situação ucraniana à do G8, que deveria ter lugar na Rússia.