O ainda presidente da Comissão Europeia disse esta quarta-feira perante o Parlamento Europeu, em Estrasburgo, que as «credenciais europeias» do seu sucessor indigitado, Jean-Claude Juncker, não deixam dúvidas quanto às suas capacidades para liderar o executivo comunitário.

Num debate no «novo» hemiciclo de Estrasburgo, sobre os resultados do Conselho Europeu de 26 e 27 de junho, marcado pela designação de Juncker para a presidência da Comissão - que irá ser votada pelo Parlamento a 16 de julho -, José Manuel Durão Barroso lembrou que conhece bem Juncker, com quem trabalhou, «em diferentes capacidades, ao nível nacional e europeu, durante cerca de 25 anos».

«As suas credenciais europeias, a sua experiência , o seu compromisso com a nossa União Europeia e os seus valores não deixam quaisquer dúvidas», comentou.

Durão Barroso, cujo mandato termina no final de outubro, garantiu ainda que está comprometido a «assegurar a melhor transição possível para o novo colégio» da Comissão.