O diretor de campanha de Sampaio da Nóvoa, para as presidenciais de 2016, demitiu-se no passado domingo, 30 de agosto. Foi o próprio José Romano a dar conta da notícia, no seu Facebook pessoal, sem explicar os motivos da decisão.



Segundo o "Diário de Notícias", a causa da rutura será a escolha do deputado do PS Pedro Delgado Alves, avançada por esse jornal no sábado, para passar a ser o novo diretor de campanha, logo após as eleições legislativas do dia 4 de outubro. 

A "renúncia imediata" de funções, conforme é caracterizada por José Romano, acontece seis meses depois de ter iniciado funções e um dia depois da notícia da alegada substituição.