O candidato socialista a primeiro-ministro, António Costa, foi eleito secretário-geral do PS com cerca de 22700 votos, correspondentes a 96%, anunciou este sábado o presidente da Comissão Organizadora do Congresso do PS.

«Agradeço a confiança depositada em mim pelos socialistas», disse António Costa, no seu discurso de vitória, garantindo que o PS sai mais unido da luta interna no partido.

Joaquim Raposo anunciou estes resultados na sede do PS, no Largo do Rato, em Lisboa, perante uma sala cheia de militantes, antes de António Costa discursar pela primeira vez como secretário-geral dos socialistas.

O presidente da Comissão Organizadora do Congresso do PS ressalvou que faltavam ainda apurar os resultados de 72 estruturas, entre as quais Coimbra e Viseu.

Durante o seu discurso da vitória, António Costa afirmou que o PS não vai adotar práticas estalinistas e apagar pessoas da fotografia.

Questionado sobre a detenção de José Sócrates, o recém-eleito secretário-geral do PS disse que é um assunto que cabe apenas à justiça e que o PS assume toda a história do partido.

«PS assume toda a sua história dos bons e dos maus momentos», afirmou.