O ministro da Presidência reiterou esta quinta-feira que o executivo se mantém aberto ao diálogo com o PS com vista à governabilidade do país e no seguimento das eleições de 04 de outubro, ganhas com maioria relativa pela coligação PSD/CDS-PP.

"O que está em causa é a governabilidade do país, a estabilidade e a recuperação económica e de rendimento dos portugueses", disse Luís Marques Guedes.


Na conferência de imprensa no final da reunião do Conselho de Ministros, o governante referia-se à disponibilidade que o executivo teve "desde a primeira hora, logo após o ato eleitoral" de outubro, para manter linhas de compromisso com o PS para o futuro do país.

"A leitura política correta" resultante das eleições legislativas, defendeu Marques Guedes, é que um governo de maioria relativa "tem de ter um diálogo" aberto com outras forças políticas.

E lamentou: "Da parte do PS não tem havido, até ao momento, essa disponibilidade".


Questionado sobre pormenores do programa de Governo, que será entregue na Assembleia da República na sexta-feira de manhã, Marques Guedes disse que este é voltado para a "legislatura" e não para um período curto, mas afiançou que até à entrega no parlamento o Governo "não fará a indelicadeza" de dar conhecimento dos seus detalhes através da imprensa.

"Da parte do Governo, o que posso dizer é que programa está feito numa perspetiva de governação para a legislatura, em linha com o que foi sufragado nas eleições de 04 de outubro", disse, de acordo com a Lusa.