O presidente do Partido pelo Animais e pela Natureza (PAN), Paulo Borges, bem como os membros da direção nacional do partido, demitiram-se.

A decisão ocorreu durante uma reunião da comissão política nacional, no sábado, em Lisboa, mas o anúncio só foi conhecido esta segunda-feira.

Os motivos prendem-se com «divergências profundas quanto ao rumo que alguns comissários pretendem dar ao PAN», lê-se num comunicado citada pela Lusa.

Foi isso que motivou Paulo Borges e a atual direção nacional do partido (à exceção de um membro) a abandonarem os cargos que ocupavam.

«Na sequência disso, dois outros comissários também se demitiram», indicou ainda o comunicado.

A direção nacional mantém-se em gestão até à eleição de novo órgão diretivo, em data ainda por confirmar.

Paulo Borges é um dos fundadores do partido e seu presidente desde 2011.