A ministra da Justiça, Paula Teixeira da Cruz, afirmou esta quarta-feira ter a certeza de que os presidentes do PSD e do CDS-PP chegarão a um entendimento, e defendeu que Passos Coelho e Paulo Portas têm essa obrigação.

Cavaco reúne-se com Passos e partidos amanhã

No entender da ministra e militante social-democrata,«o Governo tem condições para se manter» e «há um número, apesar de tudo, largo de soluções que podem ser adotadas» para «evitar um agravamento da situação».

Paula Teixeira da Cruz prestou estas declarações aos jornalistas sobre o estado da coligação governamental entre PSD e CDS-PP na Assembleia da República, depois de ter sido ouvida na Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias.

«Vamos dar a ambos os líderes e às direções legítimas de ambos os partidos algum tempo e algum espaço para a construção das várias soluções que são possíveis», aconselhou a ex-vice-presidente do PSD, frisando que considera que «a situação é difícil», mas «recuperável».

«Eu penso é que há que encontrar uma solução, essa solução vai ser encontrada e nós vamos, com certeza, começar a dobrar o Cabo das Tormentas, isso é que é desejável», reforçou.