O CDS-PP enalteceu esta quinta-feira os números atingidos por Portugal no défice de 2013, assinalando que o país «cumpriu» as metas acordadas e está agora «mais próximo do fim» do programa de ajustamento.

«O défice final de 2013 andará à volta dos 5%. Isso significa que Portugal cumpriu, estamos com melhor reputação internacional (...) e desse modo mais próximos do fim do programa da troika», realçou a deputada centrista Cecília Meireles, em declarações no Parlamento.

Graças a um «momento de viragem e recuperação económica», em concreto no segundo semestre de 2013, foi possível «gerar mais recursos e nesse sentido melhorar o défice» do país, sublinhou também a parlamentar.

O ministro da Presidência, Luís Marques Guedes, afirmou hoje que apesar de o valor «exato» do défice referente a 2013 ser apurado em definitivo em março deste ano, este irá situar-se num valor próximo dos 5%.

O défice provisório das administrações públicas ascendeu a 7.151,5 milhões de euros em 2013, tendo sido cumprida a meta para o conjunto do ano, anunciou hoje o Governo.

No entanto, em contabilidade pública, o saldo das administrações públicas no final de 2013 foi de -8.730,9 milhões de euros, acima dos -7.134,6 milhões de euros registados em 2012.