«Esta semana o Chefe de Estado-Maior General das Forças Armadas e o almirante Chefe do Estado-Maior da Armada vão à Comissão de Defesa explicar do ponto de vista operacional a prioridade que deve ser dada a esta compra, e, uma vez feita essa audição, o Governo tomará, depois, os procedimentos adequados a seguir a essa audição», disse à Lusa.






«Face à posição do PS e face às graves declarações proferidas, questionando as opções (...) dos chefes do Estado-Maior, o Ministério da Defesa Nacional pondera suspender todas as negociações tendo em vista a aquisição do navio polivalente logístico Siroco», disse a fonte oficial.