«O que é importante é que há condições para que eventualmente em 2015 se tome uma decisão do ponto de vista político e financeiro.»