Trata-se, justificou o governante, de uma "organização terrorista que constitui uma ameaça no sul da Europa".