O coordenador do BE desafiou este sábado o PS a recusar «o convite» para negociar um acordo com o Governo que assegure o cumprimento do programa de assistência e salientou que os bloquistas recusam pertencer «à família da troika».

«Quando nos perguntam se nos sentimos incomodados por não termos sido convidados, nós dizemos não fazemos parte desta família da troika (...) o PS se se sente mal acompanhado, se quer outra companhia, se quer a companhia da esquerda, a companhia do BE, António José Seguro tem uma solução fácil, é recusar o convite, é não se associar ao PSD e ao CDS na discussão da renegociação do memorando», afirmou João Semedo.

O líder bloquista e candidato à Câmara Municipal de Lisboa discursava no encerramento de um debate do BE para a elaboração do seu programa eleitoral para a capital.