O chefe da diplomacia portuguesa, Rui Machete, vai participar na reunião extraordinária do Conselho de Negócios Estrangeiros, na quarta-feira em Bruxelas, para analisar a situação no Egito.

Numa nota envida a agência Lusa, o adjunto do ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Mário Gomes, confirmou a presença de Rui Machete na reunião extraordinária de quarta-feira, que decorre em plena crise entre os militares egípcios e os apoiantes do Presidente islamita deposto Mohamed Morsi, afastado do poder pelo exército a 03 de julho.

A presença de Rui Machete em Bruxelas «reflete a preocupação com que temos vindo a acompanhar a situação e é ilustrativa da importância com que o nosso País segue o desenvolvimento da situação no Egito», refere a mesma nota.

Na reunião extraordinária do Conselho de Negócios Estrangeiros, os ministros dos 28 Estados-membros da UE vão analisar as opções possíveis em resposta ao agravamento da crise nos últimos dias, com centenas de mortos, e tendo como objetivo evitar uma guerra civil.

Os presidentes do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, e da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, anunciaram no domingo a possibilidade de «rever» as relações com o Egito, caso a violência continuasse.