«Pedimos a maioria absoluta dos votos nas próximas eleições porque o estabelecimento de compromissos interpartidários para a governabilidade tem grandes fragilidades no nosso país».


SIGA O CONGRESSO DO PS AO MINUTO





«É certo que a governação socialista, em momentos como os da seleção de investimentos e de gestão da dívida, não foi isenta de riscos e de erros, mas dela indiscutivelmente resultaram relevantes benefícios económicos e sociais para a generalidade da população e das regiões».


«Precisamos de um Presidente que reabilite a perceção perdida, nos dois últimos mandatos [de Cavaco Silva], de que em Belém mora, tem que morar, um presidente de todos os portugueses», afirmou.