O líder cessante do CDS-PP, Paulo Portas, afirmou este domingo, à entrada para o último dia do 26.º Congresso do partido, a decorrer no Pavilhão Multiusos de Gondomar (Porto), que já sabe o que vai fazer no futuro relativamente à sua vida profissional, embora sem o revelar, e reiterou a confiança na nova líder Assunção Cristas.

Estou a preparar uma vida profissional que não depende só de mim. Haverá um momento em que eu vos direi o que vou fazer. São várias coisas, saberão tudo no momento certo”

Paulo Portas, de 53 anos, chegou perto do meio-dia ao local do Congresso que irá consagrar Assunção Cristas, 41 anos, como a nova presidente dos democratas-cristãos.

O relevante é o futuro e eu tenho muita confiança e muita esperança na Assunção Cristas”, reafirmou.

O líder cessante aproveitou ainda para agradecer a relação que manteve com a comunicação social ao longo dos 16 anos em que presidiu ao partido.

Muitas vezes foi [uma relação] absolutamente correta, às vezes foi problemática, é normal entre políticos e jornalistas e é se calhar ainda mais especial quando se trata de um político que foi antigo jornalista”, disse.

Paulo Portas deixou ainda um agradecimento especial aos seus assessores de imprensa no partido e no governo.