O coordenador do BE João Semedo considerou «chocante» que o trabalho dos bombeiros no combate aos fogos não tenha ainda merecido uma homenagem pública da parte do Presidente da República e do primeiro-ministro.

«Já disse na sexta-feira que me parece chocante, face à dimensão do esforço realizado pelos bombeiros, que nem o Presidente da República nem o primeiro-ministro tenham tido um minuto para exprimir publicamente a sua homenagem e o seu reconhecimento por esse trabalho», afirmou o deputado bloquista, à margem de uma visita à Cinemateca Portuguesa, em Lisboa.

Semedo elogiou o esforço «heroico e abnegado» dos homens e mulheres que têm vindo a «proteger» o património «comum e particular» em Portugal.

«A situação este ano foi particularmente grave porque teve vítimas mortais, mas não me estou a referir apenas a essa circunstância dramática. O trabalho do conjunto das corporações de bombeiros, de milhares de bombeiros voluntários, merecia uma resposta, uma afirmação, uma homenagem pública da parte do Presidente e do primeiro-ministro. É isso que nos parece chocante», afirmou.

A Presidência da República esclareceu entretanto à Lusa que Cavaco Silva «como sempre acontece, tem acompanhado de perto a situação dos incêndios em Portugal», depois de terem sido publicados centenas de comentários de indignação por parte de cidadãos sobre nas redes sociais, como reporta a Lusa.