O antigo vice-presidente da Assembleia da República e deputado comunista António Filipe vai presidir à Comissão Parlamentar de inquérito sobre o processo de resolução do Banif, adiantou à Lusa fonte parlamentar.

O parlamentar do PCP Miguel Tiago, que também já tinha sido o coordenador comunista no inquérito do parlamento ao universo empresarial Espírito Santo, volta a ser o deputado efetivo nos trabalhos sobre o Banco Internacional do Funchal, repetindo-se, como seu suplente, o seu colega de bancada Paulo Sá.

A deputada Mariana Mortágua também voltará a ser a representante do BE na comissão de inquérito, enquanto os deputados bloquistas Jorge Costa e Paulino Ascenção serão os seus suplente.

Pela parte do CDS-PP, o ex-secretário de Estado da Administração Interna João Almeida será o elemento efetivo, com a deputada Cecília Meireles e o deputado António Carlos Monteiro a surgirem como suplentes.

A comissão de inquérito terá sete deputados efetivos do PS, sete do PSD, um do BE, um do CDS-PP e um do PCP, os quais tomarão posse em 03 de fevereiro.

Até sexta-feira, os grupos parlamentares vão anunciar formalmente os nomes dos parlamentares designados.