PSD lamenta regresso da «chicana política» da oposição





E reforçou: «Aquilo que nós não queremos é deixar resvalar agora para o que não aconteceu nos quatro meses anteriores, de irresponsabilidade e chicana política. Não vamos antecipar conclusões».






PS diz que Governo é «5.º elemento» com responsabilidades na queda do banco

«Não há margem de dúvidas para ninguém de quem são os responsáveis. Desde logo, o presidente do Conselho de Administração [do Banco Espírito Santo (BES), Ricardo Salgado], os restantes administradores, e todos os membros da comissão executiva», afirmou aos jornalistas o deputado socialista Pedro Nuno Santos.








E realçou: «A semana passada, o vice-primeiro-ministro [Paulo Portas] acrescentou um quarto elemento com responsabilidades, que é a troika (Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional)».






«Os banqueiros não podem jogar como se fosse um casino com o dinheiro das nossas poupanças»





Mariana Mortágua vincou que «o problema do sistema financeiro é bem mais grave, bem mais estrutural e bem mais sério do que a conduta de Ricardo Salgado».






A parlamentar considerou que «a banca não serve para enriquecer os banqueiros, serve para enriquecer a economia», defendendo a «nacionalização da banca».

Troika não detetou ou «não quis detetar» problema do BES



Para o PCP, a troika «quis passar a mensagem aos portugueses que o programa, o assalto, que estava a fazer aos portugueses, estava a resultar», e «não podia admitir que um dos principais pilares estava a ruir».





BES: relatório da comissão de inquérito pronto a 29 de abril