Os partidos mais à esquerda não param de subir nas intenções de voto dos portugueses, ao contrário da coligação PSD/CDS e do PS, que mantêm a mesma distância entre si: 4,7 pontos percentuais.

A sondagem diária da Intercampus para a TVI, Público e TSF revela este sábado que 29,6% dos entrevistados declararam que vão votar na coligação Portugal à Frente, enquanto 25,8% diz preferir o PS.

A CDU baixou uma décima em relação ao dia de ontem, mas ainda assim recolhe 7% das intenções de voto. Por sua vez, o Bloco de Esquerda consegue o melhor resultado desde o inicio da recolha de opinião, com 5,3% das intenções de voto.
 
O conjunto dos outros partidos concorrentes às eleições arrecada 3,6%.
 
Há ainda a registar 7,6% de votos brancos ou nulos, e uma ligeira diminuição dos indecisos, que hoje representam 21,1%.
 
Uma diminuição mas que mantém os valores acima dos 20%, o que significa um em cada cinco eleitores não sabe em quem votar ou não responde.
 
Se distribuirmos estes eleitores, obtemos a seguinte projeção:
 
Coligação Portugal à Frente com 37,5% dos votos, mais cinco décimas do que ontem. PS com 32,8%, também mais cinco décimas que ontem. CDU com 8,9%, Bloco de Esquerda com 6,7% e os restantes partidos com 4,5%.
 





Ficha Técnica

Esta sondagem foi efetuada pela Intercampus entre 22 e 25 de setembro, com o objetivo de conhecer a intenção de voto dos portugueses. A amostra é constituída pela população com mais de 18 anos recenseada em Portugal continental.
 
A recolha foi através de entrevista telefónica num total de 1025 entrevistas, proporcionais a cada região.
 
O erro de amostragem, para um intervalo de confiança de 95%, é de mais ou menos 3,1%. A taxa de resposta foi de 59,5%.