O Presidente Cavaco Silva terminou esta sexta-feira em Pequim com a inauguração da exposição «Onde é a China?» a visita à capital chinesa seguindo no sábado para Macau para a última etapa da deslocação oficial à China.

«Encontramos aqui uma enorme riqueza artística, gerada por este contraponto Portugal/China através das obras de mais de 20 artistas. Os trabalhos de fotografia e vídeo que podemos admirar espelham as temáticas e os meios pelos quais a arte contemporânea se move e nos interroga», disse o chefe de Estado na abertura da mostra.

A mostra vai estar patente no China Millenium Monument World Art Museum antes de seguir para Lisboa, onde ficará exposta no Museu do Oriente.

«Estão aqui 38 trabalhos de 28 artistas da China e de Portugal que encontram um meio de refletir sobre questões globais e da importância da China no mundo atual», disse José Drummond, comissário da exposição.

A exposição é patrocinada por várias entidades como a Fundação Oriente, Fundação Macau e EDP.

No sábado, Cavaco Silva deixa Pequim pelas 10:30 e deverá aterrar no Aeroporto Internacional de Macau às 14:30 locais (07:30 em Lisboa) para os últimos dois dias de deslocação à China que termina com uma receção à comunidade portuguesa seguido de um concerto da fadista Kátia Guerreiro.