A forte chuvada que fustigou esta quarta-feira à tarde a região do Alentejo provocou 46 inundações no distrito de Évora, em habitações, estabelecimentos comerciais, serviços públicos e vias públicas.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora indicou à agência Lusa que a maioria das ocorrências foi registada no concelho de Évora, sobretudo na cidade. De acordo com a mesma fonte, o concelho de Redondo foi também um dos mais afetados, tendo ainda sido registadas inundações nos concelhos de Borba, Vila Viçosa, Portel e Montemor-o-Novo.

No Hospital de Espírito Santo de Évora (HESE) registaram-se «algumas ocorrências» devido ao temporal, mas «todas as situações foram resolvidas e todos os serviços estão a funcionar», revelou uma fonte do gabinete de comunicação. Contactado pela Lusa, o comandante dos Bombeiros de Évora, Rogério Santos, indicou que elementos da corporação procederam a limpezas na unidade de radioterapia do hospital.

Ainda no Alentejo, os bombeiros foram chamados para três inundações no distrito de Beja, em Vidigueira, Alvito e Beja, e no distrito de Portalegre, em Avis e Portalegre, de acordo com os comandos distritais de operações de socorro.

De acordo com os bombeiros, não se registaram casos graves, apesar da chuva intensa.