A deputada do CDS-PP Cecília Meireles criticou esta quinta-feira o PS por não ser «capaz de reconhecer» que Portugal «está em retoma», comentando as declarações dos socialistas sobres os dados do INE relativos ao crescimento económico.

«Faz uma certa pena ver o PS falar como fala porque, por um lado não é capaz de reconhecer que Portugal está a crescer e em retoma, e em segundo lugar parece ficar feliz quando há um número menos bom», afirmou.

O PIB registou, em termos homólogos, um aumento de 1,2% no primeiro trimestre, mas caiu 0,7% face ao trimestre anterior, de acordo com a estimativa rápida do Instituto Nacional de Estatística, hoje divulgada.

Em declarações à agência Lusa, a vice-presidente da bancada do CDS-PP frisou que a «pequena contração» da economia no primeiro trimestre do ano face ao anterior «foi justificada por razões simples e que dificilmente se repetirão».

«Em princípio, as razões devem-se a uma paragem da Autoeuropa e da refinaria da Galp», disse.

Cecília Meireles assinalou como «dado relevante» que «a economia portuguesa está a crescer face ao ano anterior e acima da zona euro».

Em reação aos números divulgados pelo INE, o deputado do PS Pedro Marques instou o Governo a parar com as «mensagens de euforia» e com a «política de cortes» para evitar quebras no crescimento económico como a que se verificou no primeiro trimestre do ano.

Pedro Marques defendeu que as «expressões e as referências triunfais de milagre económico e as exportações como o porta-aviões da recuperação do país não ajudaram nada à situação do país».