«Ao CDS nunca foi dada a oportunidade de governar em crescimento económico, ao CDS nunca foi dada a oportunidade de governar em tempos normais. Eu estou convencido, e devemos ter essa aspiração, de que o CDS merece ser mais forte porque havemos de poder governar em tempos de crescimento como agora começamos, de governar em tempos normais»










«Os partidos deviam ter mais coragem de sentar-se à mesa e procurar compromissos. Nunca foi por falta de vontade ou disponibilidade do CDS que esse compromisso não esteve presente. O CDS é naturalmente institucionalista. É normal que seja um contribuinte positivo para o espírito de compromisso»