O líder da tendência do CDS-PP Alternativa e Responsabilidade (AR), Filipe Anacoreta Correia, não excluiu esta sexta-feira apresentar-se à corrida à liderança do partido no 26º Congresso, em que antecipa mais do que um candidato.

"Antevejo um Congresso muito vivo, muito rico e em que vai haver uma disputa. Creio que vai haver mais do que um candidato, para no dia seguinte estarmos unidos a combater o Governo PS", afirmou Filipe Anacoreta aos jornalistas à entrada do Conselho Nacional do CDS, na última reunião do órgão máximo entre congressos da liderança de Paulo Portas.


Questionado sobre uma eventual candidatura, Filipe Anacoreta respondeu: "Veremos, até ao Congresso".

"Os dois últimos líderes entraram no Congresso sem serem candidatos", declarou o líder da tendência interna AR, que no último Congresso reuniu mais 16% dos votos dos congressistas.


Filipe Anacoreta começou por se referir à saída de Paulo Portas, um "momento marcante, de uma liderança marcante".

"Deu muito de si e nós, como partido personalista, reconhecemos isso", declarou.