O primeiro candidato do CDS-PP da Aliança Portugal, Nuno Melo, chegou este domingo ao hotel de Lisboa em que a coligação vai passar a noite eleitoral manifestando tranquilidade, e dizendo que a candidatura fez tudo o que podia na campanha.

Eleições Europeias AO MINUTO

«Mais não podíamos fazer, na mensagem e no esforço. Agora é esperar com muita calma pelo resultado, que eu acredito que vai ser bom», afirmou Nuno Melo aos jornalistas à chegada ao centro de convenções de um hotel de cinco estrelas de Lisboa convertido em quartel-general da coligação.

Melo chegou cerca das 19:00, quase uma hora depois do cabeça de lista, o social-democrata Paulo Rangel, que cerca das 18:00 declarou às televisões estar sereno, reiterando que um bom resultado é ganhar por um voto.

O primeiro candidato centrista manifestou-se «tranquilíssimo» e recusou que as eleições europeias sejam uma espécie de «primárias das legislativas».

Melo reiterou que «estas não são eleições legislativas» quando foi confrontado com as declarações do presidente do PSD e primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, de que as leituras políticas das eleições «nunca são estritas ao ato eleitoral» e «têm sempre consequências».

«Tenho a certeza absoluta que o que o primeiro-ministro disse tem um certo enquadramento, já a pensar em 2015. No que me diz respeito, eu sou um candidato indicado pelo CDS para ser eleito eurodeputado e exercer mandato no Parlamento Europeu. Destas eleições não vai sair propriamente um Governo», declarou.

RESULTADOS ELEIÇÕES EUROPEIAS EM PORTUGAL

Ao local em que decorrerá a noite eleitoral da coligação já se encontravam, cerca das 19:20, responsáveis sociais-democratas como os secretários-gerais de ambos os partidos, José Matos Rosa (PSD) e António Carlos Monteiro (CDS-PP).

No centro de convenções do hotel estão igualmente o porta-voz do PSD e coordenador da comissão política nacional, Marco António Costa, o vice-presidente social-democrata Matos Correia, o líder parlamentar centrista, Nuno Magalhães, o dirigente centrista e ministro Pedro Mota Soares e o vice-presidente da bancada do CDS e líder da distrital de Lisboa, Telmo Correia.

No local estão igualmente alguns membros das juventudes partidárias de ambos os partidos que acompanharam a campanha nacional da Aliança Portugal.

Os responsáveis partidários estão concentrados no primeiro piso do centro de convenções, enquanto que a sala de imprensa se encontra instalada no piso térreo.