Os secretários de Estado do ministério da Administração Interna vão ser reconduzidos nos cargos por proposta do primeiro-ministro, que já hoje tinha indicado o nome de Anabela Rodrigues como nova ministra daquela pasta.«O Presidente da República aceitou a proposta que lhe foi apresentada pelo primeiro-ministro de recondução dos secretários de Estado do Ministério da Administração Interna», lê-se numa nota divulgada no site da Presidência da República.

Assim, Fernando Manuel de Almeida Alexandre vai ser reconduzido no cargo de secretário de Estado Adjunto da ministra da Administração Interna, enquanto João Pinho de Almeida continuará a desempenhar o cargo de secretário de Estado da Administração Interna, e tomarão posse na quarta-feira, pelas 12:00, na mesma cerimónia em que será empossada a nova ministra.

O nome de Anabela Rodrigues foi proposto esta manhã pelo primeiro-ministro ao chefe de Estado, Aníbal Cavaco Silva, depois da demissão de Miguel Macedo do cargo de ministro da Administração Interna no domingo, na sequência da Operação Labirinto, uma investigação sobre a atribuição de vistos dourados.

Algumas pessoas investigadas e detidas no âmbito da Operação Labirinto têm relações pessoais ou profissionais com Miguel Macedo. Entre os onze detidos na quinta-feira estão o diretor nacional do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), Manuel Jarmela Palos, a secretária-geral do Ministério da Justiça, Maria Antónia Anes, e o presidente do Instituto dos Registos e Notariado, António Figueiredo.

O programa de atribuição de vistos gold, criado em 2013, prevê a emissão de autorizações de residência em Portugal, com acesso ao espaço Schengen, a estrangeiros oriundos de fora da União Europeia que criem dez ou mais postos de trabalho em Portugal, comprem imóveis de valor igual ou superior a 500 mil euros ou façam transferências de capitais de montante igual ou superior a um milhão de euros.

(Notícia atualizada)