O Presidente da República defende que Portugal precisa de “um orçamento amigo da competitividade das empresas, do investimento e da estabilidade do sistema bancário”, considerando que, caso contrário, o país pode “enfrentar problemas sérios no futuro”.

“Estou certo que os deputados estão conscientes de que, para além da questão do défice, o país precisa de um orçamento amigo da competitividade das empresas, do investimento e da estabilidade do sistema bancário.”

Cavaco Silva falava aos jornalistas no final de uma visita à Igreja de São Francisco, uma das mais importantes e monumentais de Évora e onde se localiza a emblemática Capela dos Ossos, que abriu ao culto recentemente após obras de reabilitação.

O chefe de Estado referiu que a competitividade das empresas, o investimento e a estabilidade do sistema bancário “são três orientações decisivas para o futuro” da economia portuguesa, sem as quais, alertou, o país pode “enfrentar alguns problemas sérios no futuro”.

O Presidente da República disse confiar que seja aprovado na Assembleia da República “um orçamento que dê resposta às preocupações que todos têm em relação ao défice”, mas também em relação à “competitividade das empresas para as exportações, ao investimento, em particular o privado, e à estabilidade do sistema bancário”.

O Orçamento do Estado para 2016 vai ser discutido na generalidade a 22 e 23 deste mês e tem votação final global marcada para 16 de março.

Ministros vão andar pelo país a explicar Orçamento do Estado

Questionado sobre o facto de os juros da dívida soberana portuguesa a dez anos terem atingido os 4,5%, o chefe de Estado observou que “o sistema financeiro europeu atravessa um tempo de turbulência” e que “Portugal tem algumas fragilidades que importa corrigir”.

Sobre a igreja, cujas obras envolveram quase 4,2 milhões de euros, com apoio de fundos comunitários, assinalou que foi uma “extraordinária reabilitação e recuperação, que enriquece, ainda mais, o património histórico e cultural de Évora e que vai ajudar a que muitos mais turistas visitem da cidade”.

Antes de visitar o monumento, Cavaco Silva visitou o Centro de Formação da GNR de Portalegre e inaugurou um lar para portadores de deficiência e uma estrutura residencial para idosos da Santa Casa da Misericórdia de Portalegre.