O Presidente da República participa na próxima terça e quarta-feira na nona reunião do Grupo de Arraiolos, em Cracóvia, na Polónia, onde será debatida a atual crise europeia, as relações transatlânticas e a parceria para o leste.

O Grupo de Arraiolos, cujo primeiro encontro informal teve lugar na vila alentejana com o mesmo nome em 2003, durante a presidência de Jorge Sampaio, junta anualmente nove chefes de Estado da União Europeia sem poderes executivos: Portugal, Alemanha, Polónia, Eslovénia, Itália, Áustria, Finlândia, Hungria e Letónia.

Segundo o programa oficial, o encontro dos nove chefes de Estado, que decorrerá no castelo de Wawel, a antiga residência presidencial, em Cracóvia, tem início na terça-feira à tarde com a cerimónia de receção e a tradicional foto de família.

A primeira sessão plenária deste encontro informal de chefes de Estado, marcada para as 15:00 (hora local), terá como tema «saídas para a crise na Europa».

Nesta discussão sobre a União Europeia, Cavaco Silva deverá fazer uma exposição aos seus homólogos sobre a atual situação de Portugal, que terminou na semana passada a 8.ª e 9.ª avaliações da "troika" (Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional) ao cumprimento do programa de assistência económico-financeira.

Ainda na terça-feira à tarde terá lugar uma segunda sessão plenária sobre as relações entre a União Europeia e os Estados Unidos da América, país que vive uma crise e tem atualmente a sua administração federal encerrada devido à ausência de aprovação do orçamento no congresso pelos republicanos.

No final das reuniões, os nove chefes de Estado assistirão a um concerto de órgão na Basílica de Santa Maria, em Cracóvia.

Na quarta-feira de manhã, os presidentes que integram o Grupo de Arraiolos reúnem-se no castelo de Wawel para uma terceira sessão plenária, dedicada à parceria da União Europeia para os países do leste europeu, no quadro da cimeira sobre este assunto que está agendada para 28 e 29 de novembro, em Vilnius, capital da Lituânia.

Nesta sessão, estarão presentes como observadores convidados os presidentes da Estónia e da Bulgária.

A nona reunião do Grupo de Arraiolos termina com uma conferência de imprensa dos nove chefes de Estado.

Durante estes dois dias em Cracóvia, o Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, tem ainda encontros bilaterais previstos com alguns dos seus homólogos.