O Presidente português, Aníbal Cavaco Silva, manifestou "pesar" e "consternação" pelas explosões da semana passada em Tianjin, norte da China, que causaram mais de cem mortos e centenas de feridos.

Numa mensagem enviada ao homólogo chinês, Xi Jinping, a que a agência Lusa teve hoje acesso, Cavaco Silva manifestou também "sinceras condolências" e "sentida solidariedade" às famílias das vítimas.

As explosões ocorreram na quarta-feira à feira num armazém de produtos químicos, entre os quais cianeto de sódio, situado numa área industrial de Tianjin, o maior porto do norte da China.