O avião que transportou o Presidente da República, Cavaco Silva, e a comitiva, procedente de Xangai, aterrou no aeroporto da capital chinesa cerca das 20:30 (13:30 em Lisboa), onde já se encontrava o vice-primeiro-ministro, Paulo Portas.

Do aeroporto de Pequim, o presidente português seguiu diretamente para Diaoyutai, um complexo de residências dos hóspedes do Estado Chines, na zona ocidental da cidade.

A cerimónia oficial de boas vindas, no Grande Palácio do Povo, no centro de Pequim, está marcada para quinta-feira às 17:00 (10:00 em Lisboa), realizando-se a seguir as conversações entre Cavaco Silva e o homólogo chinês, Xi Jinping.

De parte da manhã, o presidente português visitará a ¿Cidade Proibida¿, o antigo Palácio Imperial onde viveram os imperadores das últimas duas dinastias chinesas e uma das principais atrações turísticas do país.

Entretanto, no ministério chinês do Comércio, vai reunir a Comissão Mista de Cooperação Económica Portugal-China, com a participação do vice-primeiro-ministro, Paulo Portas.

A visita de Cavaco Silva, que termina no fim de semana em Macau, é a primeira de um chefe de Estado português à China desde 2005.