"Quando o PS agora propõe haver rendimento disponível nas famílias não redistribuindo rendimento, mas mexendo com a TSU [Taxa Social Única], está, mais uma vez a não querer enfrentar a raiz dos problemas e a empurrar com a barriga o problema", afirmou Catarina Martins.








"Os meus pais pagaram as pensões dos meus avós, eu pago as pensões dos meus pais, e ainda bem que assim é porque também pago a escola das minhas filhas, como pagaram a minha escola", declarou.